Asime

A ASIME REALIZOU A I CIMEIRA INDUSTRIAL 4.0

Na cerimónia de abertura participaram o Presidente da ASIME, Sr. Julio Gómez Rodríguez, o Sr. Jose Manuel Fernández, Gerente da área de Competitividade do IGAPE, a Sr.ª Carmela Silva Rego, Presidente da Diputación de Pontevedra, o Sr. David Regades Fernández, Deputado de Cooperação da Diputación de Pontevedra, e a Sr.ª Eva García de la Torre, Presidente da Câmara de Porriño.

No primeiro painel foram abordados temas relacionados com os robôs colaborativos, que se destinam à interação com seres humanos num espaço de trabalho partilhado. Interveio em primeiro lugar o Sr. Pedro Mínguez da empresa KUKA ROBOTS, que afirmou que “Com estes robôs colaborativos ou sensitivos aumentamos as capacidades dos mesmos, visto que possuem mais um eixo, permitindo maior acessibilidade e sensibilidade”. “Com os robôs convencionais programamos trajetórias e velocidades, com os robôs colaborativos também programamos forças e sensibilidade, a qual está diretamente relacionada com a segurança.

Em seguida, o Sr. Jordi Pelegrí da UNIVERSAL ROBOTS explicou que os seus robôs são colaborativos, autónomos e adaptáveis e declarou “pretendemos que o mundo da robótica seja mais versátil, fácil e acessível. É o ponto fundamental da quarta revolução industrial”.

Por sua parte, o Sr. Oscar Rodríguez da FANUC, falou sobre a capacidade industrial colaborativa indicando que “os robôs devem ajudar as pessoas e não substituí-las”, “o nosso lema é precisão, perfeição e fiabilidade”. O Sr. Carlos Alcaraz, Engenheiro de aplicações da FANUC declarou “os cobots são 100 % seguros; ao mínimo contacto entre o robô e o operário, a máquina para”, “procuramos precisão e fiabilidade”.

Em seguida, o Sr. Froilán Pereira, da ABB, na sua intervenção sobre “O humano feito robô” indicou “queremos estar ligados aos robôs através do desenvolvimento de aplicações, é a tendência da indústria 4.0”, “os cobots não necessitam de barreiras físicas, trabalham em espaços reduzidos, lado a lado com pessoas”.

Seguidamente, no bloco II, interveio em primeiro lugar, O Sr. Andrés Gude da COREMAIN que fez uma exposição sobre Big Data “o valor diferencial da empresa está no uso dos seus dados”, “é obrigatório conhecer e utilizar Big Data e inteligência artificial para poder agrupar a informação e utilizá-la em tempo real”, “é importante basear as decisões em dados reais”.

Em seguida, O Sr. Luis Mandayo da LUPEON, que centrou a sua intervenção no fabrico aditivo ou impressão em 3D afirmou “graças ao fabrico aditivo reduz-se o prazo de desenho e fabrico de peças poupando-se assim nos custos e tempos do ciclo produtivo”, “maior complexidade não é maior custo no fabrico aditivo”.

Para terminar, D. Fernando Vicente da BNCVISION, falou sobre a visão artificial para o setor industrial e afirmou “com câmaras inteligentes podemos verificar componentes em 3D alcançando zero erros”. Também abordou o sistema Trevista, soluções bin picking, soluções weld vision, inspeção de cordões de soldadura de segurança.

A sessão de encerramento ficou a cargo do Secretário-geral da ASIME, o Sr. Enrique Mallón.